segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Ai se o Diabo fosse assim...

Imaginem que estou este Domingo no trabalho, tranquilamente atarefado a fazer zapping na TV, quando para meu espanto verifico que o filme em exibição, pela milionésima vez, na TVI é Bedazzled ou a “Sedutora Endiabrada” em português. Trata-se de uma comédia suave cujo tema central é o celebrar de um pacto com o diabo e no que tal acto pode implicar.
Em traços sucintos e para quem ainda não viu o filme, Elliot (Brendan Fraser) é um jovem introvertido, solitário, carente e um pouco idiota que está apaixonado por uma colega da empresa onde trabalham. Ele mal dirigiu a palavra à jovem Ashley (Sarah O’Connor), mas mesmo assim acalenta o sonho de andar com ela. Para complicar tudo isto o diabo (Elizabeth Hurley) que anda à cata de almas para corromper (que mais sabe fazer o diabo?), resolve meter-se de permeio fazendo do jovem a sua vítima. O resto se querem saber vejam o filme. Quero apenas dizer que é um das minhas comédias favoritas, até tenho o original e tudo, isto por causa dos ingredientes: um otário bem intencionado (há sempre um!), uma donzela insonsa (há demasiadas também) por quem o herói sempre se apaixona, um grupo de colegas chatos e mais idiotas do que o herói e… e um diabo que é demais! Tem tudo o que um homem pode desejar e no sítio certo. Veste bem, é requintado, sedutor e até tem um Lamborghini Diablo (vejam o vídeo que coloquei no fim). Sou fã, sou fã e acabou-se. Um diabo como a Hurley levava-me para o inferno desde que nasci até por toda a eternidade (babem-se invejosos!).

Agora mais terra a terra. O que é que tem a Liz Hurley que me atraia sem ser neste desempenho? Quase nada. Tem sim um nariz arrebitado que adoro em qualquer mulher e uma voz quente e sensual. O ar de malícia/inocência faz parte do guião do filme a verdadeira Liz tem um ar bastante insonso (opinião minha, claro). Pessoalmente gosto de mulheres que tenham um não sei quê de diferente (gostaram desta definição?). Por um lado aprecio mulheres como Meg Ryan, Nicole Kidman ou Sandra Bullock (nariz arrebitado!), mas sinto-me atraído por mulheres com uma aura de mistério como Sigourney Weaver, Meryll Streep, Winona Rider, Daryll Hannah ou mesmo Demi Moore. O melhor é nariz arrebitado, voz ligeiramente rouca e muita sensualidade como tem Ellen Barkin (Oceans 13th, Switch). Aliás, de todas as que mencionei Ellen seria aquela que me levaria ao altar, tem tudo o que eu gosto, nariz, sensualidade, voz rouca, enfim um caso sério de mulher. Apesar de estar loura desde 1991 altura em que fez Switch – Na pele de uma loura - ela é na verdade morena e fantasticamente atractiva, na minha opinião.
Regressando um pouco ao motivo deste post, o filme da TVI só posso dizer que se o Diabo fosse aquela Liz Hurley que aparece ali eu estaria no inferno desde que nasci e ninguém me arrancaria de lá pelo resto da eternidade tal como afirmei anteriormente. Resta-me acrescentar que apesar de tudo eu não trocaria a Hurley por uma vulgar prostituta como o fez Hugh Grant vá-se lá saber porquê.

11 comentários:

Van Dog disse...

Agor percebo porque é que o meu dono não descolou da televisão no Domingo...

Psyhawk disse...

Pois...a Liz neste papelinho também me levava para o Inferno... ai que bom seria tanto calor...sempre havia uam decsulpa porreira para tirar a roupinha e....

Carracinha linda! disse...

Se o Diabo fosse como nesse filme, certamente muitos homens não se importariam de viver no inferno :D

Rita disse...

Pois eu cá, lamento, mas prefiro o Hugh Grant.
Espero que a Diabba não passe por aqui, é capaz de não achar muita piada...
Jokas

CAP CRÉUS disse...

A Liz é de facto uma bela diaba, mas o filme é que não lembra ao diabo. Mau demais!
Porque repetem os filmes...?

Babe disse...

Já vi o filme 500 vezes.. pronto, umas 5 pelo menos! É uma comediazinha engraçada para quem vê a primeira vez, depois já não tem piada... mas à falta de melhor...

Quanto à Liz... é gira e tem uma voz bonita... o sotaque é que já exagera um pouco!

black cat disse...

Cá está a 'tua' Liz... :-)

Das mulheres que referiste, a que eu acho que tem realmente "um não sei quê de diferente" é a Ellen Barkin.

O Hugh Grant não me entusiasma, mas o Colin Firth... ah, o Colin Firth!!! Bem, é melhor parar por aqui! :-)

Afgane disse...

Van
O teu dono sabe o que é bom he he he

Psyhawk
Vai lá arrefecendo os ânimos que eu cheguei primeiro e mal chegas e já queres tirar a roupa. Contigo é nadinha de perder tempo filho, que coisa.
Abraço

Carracinha,
É bem verdade!!! Eu seria o primeiro.
Beijos

Rita,
Pela parte que me toca dispenso desde já o Hughie para si e quanto à Diabba ela sabe que tem sempre o lugar de mafarrica favorita de odos nós.
Beijos

Cap Créus,
Caro amigo eles repetem os filmes exactamente por serem maus de mais mas terem algumas coisas boas dignas de ser revistas
Abraço

Babe
Graças ao teu comentário percebi que a Liz tem uma voz com sotaque he he he durante o filme só me lembro que ela fala o resto é visual apenas preso nos meus olhos hi hi hi
Beijos

Black Cat,
Concordo contigo sobre a Ellen. Entre a Liz e a Ellen escolhia a segunda sem hesitação.
Beijos

Thunderlady disse...

Nunca vi esse filme, e a Liz não me levaria ao inferno, eheh

Mas pelo que tenho ouvido falar o misto "nariz empinado" e "voz rouca" fazem as delícias do universo masculino!

Pandora disse...

OK, já percebemos tudo, não precisas de repetir mais.
Beijos.

ALEXIA disse...

ai aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

voltei ao mundo

e vim matar saudadessssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss